Um Lover, um thinker e um maker.

O Amândio Pereira, juntamente com o Ricardo Magalhães, fundou há 14 anos a Menina Design, hoje Covet Group, um grupo de empresas responsáveis pelo lançamento de marcas de mobiliário e iluminação tão conhecidas como a Boca do Lobo, a Delightfull e a Circu, só para referir algumas. Este grupo, com raízes no concelho de Gondomar, é um exemplo da força do setor exportador português, sendo uma referência no panorama internacional há vários anos. Com vendas a caminho dos 30 milhões de euros e mais de 400 funcionários, é óbvio que se trata de uma história de sucesso, porém, como todas as histórias de sucesso, tem os seus momentos de dor e desafio.

Eu tinha vontade de entrevistar o Amândio há bastante tempo. Conhecemo-nos desde os 16 ou 17 anos e assisti ao início absoluto deste projeto empresarial. Algo que cresce, literalmente do zero, para aquilo que já atingiu, merece destaque e deve ser dissecado, para ajudar outros nos seus próprios caminhos. Essa entrevista proporcionou-se finalmente e, ainda por cima, perante uma plateia de mais de 200 pessoas.

Tratava-se de um evento interno da empresa e o Amândio ia ser entrevistado. Desafiou-me a conduzir essa entrevista procurando que, sendo uma conversa que desse resposta às dúvidas dos seus colaboradores, pudesse também ser útil para outras pessoas.

O resultado final creio ser muito bom. Com a vantagem de se tocarem em questões concretas da empresa – o que dá sempre uma panorâmica mais próxima de quem ele é e como pensa – esta conversa é suficientemente abrangente para ser relevante para um público mais alargado, desde logo de empreendedores.

Eu imaginava que havia perguntas que aquela audiência tinha curiosidade em ver respondidas, nomeadamente sobre processos de gestão de recursos humanos e, em particular, em relação a críticas ferozes sobre as práticas da empresa, que tinham sido amplamente noticiadas uns anos antes. Imaginava também que ninguém pensaria que eu colocaria perguntas sobre o tema. Mas, perguntei tudo o que entendi perguntar, sem tabus e sem articulação prévia. Foi, basicamente, uma entrevista sem rede.

E o Amândio, não se esquivou a nenhuma pergunta. Respondeu a tudo. Com clareza e, aqui e ali, com uma assertividade que facilmente se pode interpretar como dureza.

Uma mente inquieta, sempre à procura de chegar mais longe, desafiando-se e desafiando os outros à sua volta, o Amândio assume claramente que “Não estou à procura da perfeição imediata, estou à procura de aperfeiçoar todos os dias”.

A conversa vale muito a pena, acredite. Espero que possa desfrutar tanto em vê-la, como eu desfrutei ao conduzi-la.

____

Links úteis:

Site . http://covetgroup.com/

Amândio Pereira no LinkedIn . https://www.linkedin.com/in/amandio-pereira-98947a1b/

 

 

Comments

comments

Comments

comments